Ligamos para Você
Telefones para Contato
RIO DE JANEIRO 21 96470.1030

Blog » Presidente do Conselho de Administração da Cyrella crê que a economia brasileira vai melhorar

Publicado na Sexta, 30 de novembro de 2018, 8h01
Presidente do Conselho de Administração da Cyrella crê que a economia brasileira vai melhorar

Presidente do Conselho de Administração da Cyrella crê que a economia brasileira vai melhorar - A fase mais dura da crise que afetou a construção civil já passou e o presidente do conselho de administração da Cyrella, Elie Horn, acredita que está se aproximando do país um novo boom imobiliário.

 

No entanto, o fundador e presidente do conselho de administração da Cyrela, espera que esse boom não seja tão grande quando o que impactou o país, pois a partir de uma melhora na economia e com uma solução na devolução de imóveis que está tramitando no Congresso em fase final é possível que o ano que vem traga uma virada para o setor.

 

A Cyrela já está colhendo os frutos da recuperação que o Brasil vem passando, pois somente entre outubro e novembro de 2018, ela registrou mais de 800 milhões de reais em vendas.

 

O empresário que já tem 74 anos diz que é muito gostoso voltar a ter clientes na porta vendo-os assinar novos contratos. A empresa lançou uma nova marca, a Vivaz e o foco são os empreendimentos populares e nos próximos cinco anos a ideia é que eles ocupem 30% dos novos projetos.

 

Empresário classifica como sensacional a equipe econômica escolhida pelo futuro presidente

 

O novo governo também traz otimismo a Horn, pois ele mesmo classifica a equipe econômica como “sensacional”. Isso se deve ao fato de o empresário ser muito próximo ao ministro da Economia, Paulo Guedes, com quem ele já fez negócios.

 

Há cerca de dois anos, ambos investiram na criação de uma empresa voltada para a compra e administração de hospitais no país chamada de Hospital Care.

 

Os aportes para a compra foram feitos pelo fundo Abaporu, pela gestora Bozano Investimentos, onde Guedes é sócio e agora já está deixando o cargo para assumir o ministério e, ainda, pela família Horn.

 

Apesar de frequentar a empresa diariamente, o empresário se afastou das tarefas executivas cotidianas passando o bastão da condução da empresa para os seus filhos Raphael e Efraim.

 

Isso, porque ele deu início a um tratamento contra o Mal de Parkinson, doença com a qual ele vem sofrendo há seis anos, porém ele tem voltado o seu tempo para praticar a filantropia, o judaísmo e, ainda, vai a reuniões com outros empresários para obter doações para as causas sociais.

 

O empresário está muito animado para a chegada de 2019, tendo em vista que a equipe escolhida pelo futuro presidente é sensacional e para ele, o país vai passar por uma virada tendo em vista a quantidade de lançamentos que tem aparecido nos últimos meses e as vendas estão seguindo o mesmo caminho. Os números são bons e a expectativa é que os próximos quatro anos serão bons.

 

Ele acredita que devido a equipe técnica muito boa, o governo tem tudo para dar certo, pois ele depende da economia para dar certo, pois caso contrário, não tem como ter sustentação.

 

De fato, o setor imobiliário depende muito do país, porém a melhora no setor virá conforme a economia for se desenvolvendo. A avaliação que ele faz é positiva, pois somente o último bimestre as coisas estão indo muito bem coisas que não aconteciam há muito tempo.

 

Confira também imóveis à venda no Rio de Janeiro RJ. Para maiores informações, cinsulte a Imobrio.